Arquitetura Cósmica - Sumário

Imprimir

Apresentação

Introdução – Em busca da visão monista do universo

PARTE I – A VISÃO DOS ANTIGOS

I – Esboços de geometria cósmica

II – Uma imensa tigela

III – O desenho oriental do universo

1 – A unidade cindida do taoísmo

2 – A criação sem começo ou fim do hinduísmo

IV – As perfeitas geometrias cósmicas dos gregos

1 – Fogo cósmico

2 – Arquitetura atomista: o infinito é o limite

3 – Arquitetura aristotélica: esferas celestes

4 – Arquitetura estóica: buraco negro

5 – Geometria fechada versus geometria aberta

PARTE II - ARQUITETURA CRIACIONISTA

I – A visão cosmogônica mitológica

II – A visão criacionista teológica cristã

1 – O pecado original e a expulsão do paraíso – nasce a doutrina cristã

2 – A queda dos anjos

3 – A geometria cósmica na visão teológica cristã

4 – O fim dos tempos

5 – Ressurreição: retorno ao paraíso perdido

6 – Paradoxos do criacionismo cristão

PARTE III - ARQUITETURA EVOLUCIONISTA

I – A visão evolucionista materialista

1 – A morte do vitalismo

2 – DNA: O deus da carne

3 – A desmitificação de Adão e Eva

4 – A dissolução do universo aristotélico-cristão

5 – A cosmovisão materialista: universo acêntrico

6 – O assassinato de Deus

7 – Arquitetura do microcosmo

8 – O desafio do infinito

9 – Universo em expansão: dissolução da visão atomista

10 – Universo de estado estacionário

11 – Muito além das estrelas

12 – Paradoxos do evolucionismo materialista

II - A visão evolucionista espiritualista

1 – A reencarnação

2 – A doutrina espírita

3 – Deus: Inteligência suprema do universo

4 – O mundo espiritual

5 – Restituindo o vitalismo

6 – A criação progressiva

7 – Progressão infinita

8 – O monismo espírita

9 – A cosmovisão kardecista: um universo atomista e cartesiano

10 – A queda de Capela – a raça adâmica

11 – O fim dos tempos: nada mais do que uma mudança de etapa

12 – Cristo: um Irmão mais Velho

13 – Ele veio nos salvar de quê?

14 – Ressurreição: simplesmente reencarnação?

15 – A vida eterna: um reino além do mundo espiritual?

16 – Evolução: um roteiro para degradados?

17 – O que a doutrina espírita ainda não pôde explicar

18 – Uma doutrina evolucionista não pode se deter

PARTE IV – A VISÃO NEOCRIACIONISTA CIENTÍFICA

I – Na encruzilhada do tempo

II – Arquitetura quântica

1 – História da “quantidade mínima”

2 – “Deus joga dados”

3 – A morte da matéria

4 – Energia empacotada: universo descontínuo

5 – Interpenetração: universo interligado

6 – Um novo reino chamado “não-localidade”

7 – O que causa o colapso da onda?

8 – Breve história do vazio

9 – Potentia: nasce a ciência idealista

10 – Geometria quântica: universo surrealista

III – Tecelagem cósmica

1 – De que tudo é feito, afinal?

2 – Laços vibrantes: unidades mínimas de matéria

3 – Dimensões dobradas no microcosmo

4 – Simetria quebrada

5 – Sinfonia cósmica

IV – Neocriacionismo biológico

1 – Equilíbrio pontuado: saltos evolutivos

2 – O planejamento inteligente e a complexidade irredutível

3 – Princípio antrópico

V – Neocriacionismo cosmológico

1 – Antes do começo

2 – Um salto do vácuo

3 – Um colapso dimensional

4 – Uma estupenda compactação

5 – Flutuação do vácuo e colapso da onda: gênese quântica

6 – E quem criou o vácuo criativo?

7 – Explosão ecpirótica

8 – Filhos do caos

9 – A morte do universo

VI – Salto para a unidade

VII – Paradoxos do neocriacionismo científico

1 – Paradoxos dirigidos à razão

2 – Paradoxos dirigidos à fé

VIII – Rumo ao imponderável

PARTE V – ARQUITETURA MONISTA

I – Introdução à visão monista

1 – Breve história do monismo

2 – Premissas essenciais

3 – O pescador de almas

II – Fundamentos da arquitetura monista

1 – Alicerces do Todo

2 – Um Todo dividido: absoluto e relativo

3 – O relativo e seus limites

4 – O ilimitado absoluto

5 – Gênese primária e gênese secundária

III – Queda e ascensão do espírito

1 – Introdução à teoria da queda

2 – Dinâmica da queda

3 – Dinâmica da ascensão

IV – O desenho monista do universo

1 – Dois triângulos invertidos e sobrepostos

2 – Uma esfera espiralada

3 – Um dodecaedro espelhado

4 – Uma antiesfera

5 – Evisceração

6 – Geometria entrelaçada

7 – A escada de Jacó

8 – Mundos físicos e espirituais

9 – O grande teatro da vida

10 – Uma realidade virtual

11 – Geometria do infinito

V – Dilemas que ainda permeiam a visão monista

1 – Aparentes contra-sensos da teoria da queda

2 – Pertinentes dúvidas

PARTE VI – COSMOSSÍNTESE MONISTA

I – As novas paisagens paradigmáticas do monismo

1 – Visão suprema

2 – Sincretismo criacionista-evolucionista

3 – Um novo referencial

4 – A grande teoria unificada de Pietro Ubaldi

5 – Uma nova visão de Deus

6 – Criando um novo homem e uma nova civilização

II – Solucionando os paradoxos de todos os tempos

1 – Reerguendo o criacionismo judaico-cristão

2 – Resgatando a essência do cristianismo

3 – Remendando o evolucionismo materialista

4 – Complementando o evolucionismo espiritualista

5 – Direcionando o neocriacionismo científico

6 – Fundindo teses e antíteses

III – Arquitetura interna do eu

IV – Refutando a síntese monista

PARTE VII – DE VOLTA AO COMEÇO

I – Restaurando as cosmovisões do passado

1 – Ciência Teológica

2 – Regresso à cosmologia grega

3 – Restituindo o monismo taoísta

4 – Reencontro com os mitos cosmogônicos

5 – Retorno à gênese bíblica

II – No campo das conclusões

1 – Uma janela para o infinito

2 – Onde termina a nossa busca

3 – Palavras de gratidão

Glossário

Referências bibliográficas

Tuesday the 12th. . Custom text here