Homeopatia e Espiritismo - Apresentação

Imprimir

Rumo à Medicina do Espírito

O plano espiritual superior acompanha com entusiasmo todo trabalho sincero que visa a aproximação da ciência espírita com o saber médico. A medicina moderna, ainda eivada dos enganos do materialismo, necessita da urgente e decisiva orientação de novos conhecimentos para que não se perpetue somente na produção de confortos orgânicos, uma vez que ainda não sabe se fundamentar nos postulados do espírito imortal para edificar a verdadeira saúde no terreno humano.

Embora ela se esforce no louvável afã de sofrear o padecimento do homem, temos de admitir que todos os recursos terapêuticos até então desenvolvidos, desde que não atingiram a inquestionável origem espiritual da enfermidade, são transitórios e paliativos. Acreditando que a vida é produto aleatório da matéria e ignorando que a existência se presta a finalidades divinas, a medicina de nossos dias ainda não foi capaz de alcançar a verdadeira natureza dos males humanos. Operando erroneamente no campo dos efeitos e não das causas, termina por sofrear um impulso que retorna sempre ao seu sítio de atuação, muitas vezes agravado, se não é adequadamente conduzido ao caminho da própria cura.

O Mundo Maior assiste com pesar o dispêndio de tantos esforços em rumos ainda incertos. Condoído por ver a nobre ciência carente da sabedoria do vitalismo e contagiada por renitente materialismo, movimenta recursos para a sua reforma, semeando idéias que se voltem para a realidade do espírito. Urge socorrê-la com os conhecimentos espirituais, influenciando decisivamente o seu profícuo empenho em tornar mais feliz e saudável o estágio do ser na ribalta terrena. Como conquistar a saúde na carne sem atender aos imperativos da Lei de Deus? Como combater os tormentos do corpo sem dominar os males do espírito, de onde tudo se origina?

Nesse contexto, as luzes do espiritismo e da homeopatia despontam como os faróis imprescindíveis para iluminar a medicina em voga na Terra. É indispensável convencê-la de que a vida na matéria é mero palco de expressão do espírito imortal e que os fenômenos patológicos da carne guardam precípua função espiritual no concerto da Criação. É premente ensiná-la que a doença, sendo força da alma, fluindo de dentro para fora, somente pode ser erradicada por impulso de mesma natureza. Que toda atuação impondo acalmia fisiológica ao carro orgânico, sem o necessário sustento do equilíbrio espiritual-energético, é conquista fugaz, destinada a bem-estar provisório. E que, persistindo as causas, a dor continuará incidindo no ser até que este conquiste a ciência do bem-viver.

A homeopatia, trazendo ao conhecimento contemporâneo provas irretorquíveis da existência do organismo vital, onde se estacionam os sutis desequilíbrios do espírito antes de aflorarem em moléstias físicas, é ciência estabelecida na Terra para sanar as chagas do materialismo médico, edificando a verdadeira Medicina do Espírito. Hahnemann, arauto do Cristo, foi por Ele encarregado, com tamanha antecipação, de fixar na Terra os pilares dessa nova medicina, a vigorar no terceiro milênio, fundamentando-a com conceitos de elevado alcance espiritual.

Como não nos curvarmos diante das sábias lições do missionário de Meissen, ao apregoar que todos os males humanos encontram no espírito a sua peremptória origem? Afirmou-nos o mensageiro, acertadamente, que os distúrbios da carne são meros efeitos de perturbações energéticas, imiscuídas em nossa intimidade perispiritual. Que os compostos físicos carreiam energias formadoras que podem ser suscitadas pelo genial método das dinamizações, tornando-se suscetíveis de atuar vigorosamente na psicosfera humana. E que o seu emprego, mediante o princípio de semelhança, ativa reações curativas na unidade dinâmica do ser. São ensinamentos que encantam o raciocínio médico de todo aquele que já se inteirou das verdades espirituais. Por isso, as grandes vozes do Além, em todos os tempos de difusão do espiritismo, manifestaram-se a favor da medicina dos semelhantes, destacando o seu imenso valor em propiciar soluções definitivas para que a patologia da alma encontre seu verdadeiro roteiro de cura.

Assim é que, desde que Benoit Mure, o famoso médico francês, aportou à Terra do Cruzeiro ainda no século dezenove, trazendo junto com seu botequim homeopático os primeiros livros espíritas, ambas as ciências aqui se abraçaram, em obediência a desígnios superiores, utilizando os postulados do espírito a benefício do homem que sofre nas plagas terrenas.

A homeopatia, alicerçando seus princípios no Corpus Hippocraticum lançado com a antecedência de tantos séculos na Grécia antiga, revive e revigora-os, solidificando bases seguras para o sustento da Medicina do Espírito. Alegremo-nos, todos que buscamos a verdade, pois essa nova medicina, fundamentada na Lei de Deus, já desponta no horizonte do saber humano. Ela já está delineada nos preceitos homeopáticos e não tarda a se incorporar em definitivo à ciência do mundo, pois estamos certos de que em breve o espírito será oficialmente descoberto pelas pesquisas científicas em vigor na Terra. E então a medicina terá de se curvar diante da inequívoca realidade espiritual da vida, admitindo a ascendência da alma imortal sobre todos os fenômenos da carne.

E assim veremos nascer na Terra uma nova medicina, a Medicina da Lei, estabelecendo uma prática médica orientada pela Sabedoria Divina e não pela vontade humana. Fazendo da alma o seu campo de pesquisas, ela compreenderá, enfim, as razões últimas da dor, para atuar no reino das causas espirituais, auferindo meios seguros para erradicar definitivamente o sofrimento de nossas paisagens interiores.

Enquanto estes alvissareiros dias não chegam, tratemos nós, antecipadamente, de beber dessa fonte divina de saúde oriunda da fusão dos conceitos homeopáticos e espíritas, recolhendo a mancheias os seus luminares preceitos capazes de nos curar, desde que convenientemente aplicados na construção de nossos destinos.

Conosco seja a paz do Senhor,

Bezerra de Menezes

 

Médium - Gilson Freire

Grupo da Fraternidade Espírita Irmão Vítor

Belo Horizonte, dezembro de 2007

NOTA - esta página foi escrita para ser a Apresentação da obra Homeopatia e Espiritismo.

Monday the 20th. . Custom text here